Publicado por: mirnacavalcanti | 30 de agosto de 2013

Bezerra de Menezes: exemplo a ser seguido


                                                                                                                 bezerra de menezes2

Dr. Adolfo Bezerra de Menezes Cavalcanti, exemplo que deveria ser seguido por todos aqueles que tem medicina domo profissão , disse :
“Um médico não tem o direito de terminar uma refeição, nem de escolher hora, nem de perguntar se é longe ou perto, quando um aflito lhe bate à porta; ou que não acode por estar com visitas, por ter trabalhado muito e se achar fatigado; ou por ser alta noite, mau o caminho ou o tempo, por ficar longe ou no morro; ou que, sobretudo, pede um carro a quem não tem com que pagar a receita, ou diz a quem lhe chora à porta que procure outro… Esse não é médico, é negociante de medicina, que trabalha para recolher capital e juros dos gastos da formatura. Esse é um desgraçado que manda para outro o anjo da caridade que lhe veio fazer uma visita e lhe trazia a única espórtula que podia saciar a sede de riqueza do seu espírito, a única que jamais se perderá nos vais e vens da vida.”

 

Não creio em ‘coincidências’ por princípio e, não ‘por acaso’,  ao abrir as mensagens em 29 de Agosto, deparo-me com a que me fez escrever esta crônica.

Em toda e qualquer profissão que se exerça, o esforço para dar o melhor de nós mesmos na prática de nosso ofício, bem como a dedicação se fazem fundamentais.

Sei que temos que tirar nosso sustento do trabalho, mas sei mais ainda – e isto é o mais importante – principalmente quando se lida com vidas: a abnegação há que estar presente.  

No entanto, infelizmente, há médicos que são como os carros – só que seu combustível é o dinheiro, pois este é o que lhes move – não o bem do  ser humano.

Se atingem alguma ‘fama’, tornam-se  esses, seres quase inatingíveis… Alguns ainda, não por méritos próprios (como pode ocorrer – e ocorre – nas demais profissões), mas por ter pais que já lá estão, imaginam-se seres superiores – e agem como se o fossem… geralmente, pouco lhes interessam  seus pacientes. Visam exclusivamente participar de Congressos, entrar em negócios se não ilegais , imorais com laboratórios e farmácias de manipulação (principalmente) e, óbvio, buscam socialmente aparecer…  Não lhes considero médicos, são os infelizes aos quais BEZERRA de MENEZES se refere ao final de sua mensagem.

Por outro lado, graças a Deus, há ainda médicos que, além de capazes e dedicados, são principalmente humanos – esta é  a fundamental qualidade de um médico, aliada, por óbvio, ao saber da medicina.

Tenho conhecido muitos durante a minha vida. Muitos mesmo… Dos que me lembro, não chega a uma vintena médicos assim… De alguns, esqueci-me o nome – mas não seus rostos, que emanavam bondade…

O primeiro, era de Porto Alegre e chamava-se ARY R. de LIMA. Salvou-me a vida por duas vezes enquanto pequena – sem jamais cobrar por seus honorários… Já com meus 14 anos, atendia-me também um otorrinolaringologista que me tratava da mesma forma…  Seres iluminados, dedicados e únicos , cada um à sua maneira…

 Após esses dois verdadeiros médicos e tendo passado os anos,   há, entre meus médicos pessoais, seres maravilhosos. Um deles, por sinal, descende do Dr. Bezerra de Menezes. Também conceituada  mundialmente, mInha dermatologista tem para comigo uma  preocupação e mesmo carinho, que me enternecem… qualidades essas difíceis de encontrar-se  na maioria dos médicos de hoje.

Aqueles – e aos outros que não necessito aqui nomear- não desta feita – sou grata por sua forma de agir e peço ao PAI todos os dias para que sigam com sua missão, sempre abençoados por Deus…

Quanto aos demais – não meus médicos –  penalizo-me… pois, mesmo tendo colado grau, sendo uns ‘mestres’, alguns ‘doutores’ , outros , mesmo PhDs… Como seres humanos, no entanto, estão qualificados consoante escreveu Bezerra de Menezes, Quem sabe um dia venham , realmente, a tornar-se ‘médicos’… se passarem a pensar em fazer o bem:     

bezerra2

Nesta página, há uma biografia resumida do ‘médico dos pobres’ :  http://www.editoraideal.com.br/ler_biografia.php?id=6

Anúncios

Responses

  1. Tenho uma filha otorrinolaringologista q tem uma filha (minha neta) ginecologista, obstetra e mastologista. Ambas são espíritas, Kardecistas,praticantes. Eu sou simplesmente uma líder umbandista. Nosso lema é: “fora da caridade não há salvação”.Ao longo dos meus setenta e seis anos conheci muitos Bezerra de Meneses, com ou sem religião que, anonimamente, cuidando dos seus pacientes pobres ou ricos, traçam seus caminhos, cuja meta é D E U S !

    • YEDA querida!

      Que lindo teu comentário! E que feliz tu és por teres encontrado tantas pessoas como o dr. Bezerra de Menezes!

      O que escrevi sobre os médicos foi minha experiência e a de diversas pessoas que conheço e mesmo a de muitas que, mesmo não sendo do meu conhecimento pessoal, sei de casos que lhes aconteceram…
      Bato-me há décadas e pessoalmente, pelos direitos todos de nosso povo, que têm sido desrespeitados… Luto por pessoas as quais jamais vi e provavelmente jamais verei… sempre tentando alcançar o que necessitam e o que lhes for melhor…

      Esta crônica não teve a intenção de menosprezar ou ofender uma classe de profissionais indispensáveis para a VIDA!

      Quanto à religião, respeito a todas, pois considero a fé o mais importante – o que realmente nos conecta a Deus!

      Portanto, na verdade, nossos caminhos não divergem, mas convergem, para DEUS, que é um só. não importa como o chamem…

      AbçGrde!

      Mirna.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: