Publicado por: mirnacavalcanti | 15 de julho de 2013

Temos o poder de mudar o mundo


espíritos3
“Que eu não perca a vontade de doar este enorme amor que existe em meu coração, mesmo sabendo que muitas vezes ele será submetido a provas e até rejeitado.”  Chico Xavier
Ao caminhar nesta Terra, tenho visto e vivido o que jamais gostaria  ocorresse. Humanos desumanos, desprovidos mesmo de tudo o que lhes poderia ‘qualificar’ como tais. Enquanto o tempo passa, a maioria desses seres se torna mais e mais arraigada ao terreno, esquecendo-se do espiritual. E, ao assim agir, seu egoísmo atinge o paroxismo; o ‘ter’ suplanta o ‘ser’, vindo aquele a tornar-se  ‘o’  essencial para suas vidas…
Mau caráter e falta de sentimentos bons, fazem com que careçam da fundamental consciência:  é preciso  mudar.  Mas vejo dificuldade em isso ocorrer, pois têm uma vaga e distorcida e negativa noção da consistência intrínseca do ‘ser’ ( poucas são as exceções)… Esta constatação sobre os que gostaria fossem mesmo meus ‘semelhantes‘, inunda-me de profunda tristeza – e de tal forma que me sinto físicamente mal e intelectual e espiritualmente incapaz de poder ajudar-lhes. Para alguns, mesmo tendo-lhes eu entregue candeeiros com a chama a arder, deixaram-nos de lado e seguem na escuridão… sequer dando-se conta de que carecem da necessária  LUZ para percorrer a estrada…
Estava pensando sobre isso quando, coincidentemente (*) recebi mensagem indicando-me assistisse determinado vídeo (**).  Acessei o site e, conforme o filme passava, percebi – feliz –  que seu texto era assemelhado aos meus pensares e sentires… Que estes não são‘utopias’ como chegara a imaginar, mas ‘sonhos’ que poderão vir a transformar-se em palpável realidade!
O filme revela que seu famoso e rico diretor, durante terrível doença, pôs-se a repensar sua vida… a qual, segundo os médicos, breve deixaria. Concluiu que mesmo  com grandes posses, não era feliz…  Surpreendentemente, recuperou a saúde e passou a por em prática o que havia planejado (se viesse a ter tempo) , enquanto aguardava a morte.
Escreveu e filmou um documentário maravilhoso. As imagens são belíssimas,  a música de fundo harmoniza-se ao texto – que é composto de entrevistas com cientistas, filósofos, pacifistas, sábios, estadistas, religiosos… Enfim: GENTE! Gente que faz (ou fez) a diferença positiva neste mundo. Sente-se a sinceridade evoluir nas declarações de seu autor – e tanto isso é verdade, que ele mesmo, mudou radicalmente sua forma de viver, enriquecendo-a com os valores todos que a tingem com as cores todas dos sonhos projetados verticalmente na sua nova realidade!
Enquanto  eu enchia os olhos e alimentava a alma com o documentário,  todo meu ser ia sendo inundado com uma força espiritual indescritível. Constatei que não estou ‘só’  neste mundo – há mais pessoas como eu e que juntos, podemos, sim, transformá-lo.  Espiritual e cientificamente, estamos a todos e a tudo conectados por uma energia que ainda desconhecemos, mas da qual fazemos parte…
Um sentimento que transcende à lógica, mas conduz ao ENTENDIMENTO, elevou-me a parâmetros superiores. Minhas raízes mais se aprofundaram na existência  e  seu  conteúdo  corroborou minhas convicções. 
Senti que não posso parar: tenho que seguir… Não sou parte do‘exército de Brancaleone’, (como por diversas vezes imaginara), mas de uma legião de seres iluminados por Deus e que, quando ocorrer efetivamente a união, os resultados passarão não só a ser percebidos por todos, como acontecerão as mudanças que transformarão a Terra em um planeta, do qual emergirão  as qualidades todas – o que há de melhor na humanidade.
Mais certa ainda do que jamais estive, decidi  (não importam os sacrificios), seguir  “construindo pontes, lutando pelo belo, pelo bom, pelo justo”,  até o dia de minha partida. É esta  a minha missão. 
 
Não desisto nem dos maus: se quiserem, poderão mudar e, quem sabe, Deus  ainda me agracie com os dons necessários para poder agir na sua transformação. Ah! Como eu ficarei feliz se tal ocorrer!
Assim, mesmo sabendo da incompreensão – e por vezes rejeição – deste meu amor incondicional por meus semelhantes, continuarei a ser eu mesma,  sempre no Caminho da Luz.
Mirna Cavalcanti de Albuquerque Pinto da Cunha.                                                                            PS – reeditado em 29 de Julho de 2014. 
 
PS – Escreveu NATÉRCIA VIANA, minha sobrinha (Portugal):
” I AM é a história de Tom Shadyac, um diretor de sucesso em Hollywood, que após um perigoso ferimento na cabeça e experimenta uma jornada para tentar descobrir e responder duas questões bem básicas: “O que está errado no mundo?” e “Que podemos fazer sobre isso?” Com uma equipe de quatro pessoas, Tom visita algumas das grandes mentes dos dias de hoje, incluindo escritores, poetas, professores líderes religiosos e cientistas (Howard Zinn, Lynn McTaggart, Desmond Tutu, Thom Harmann, Coleman Barks), buscando descobrir o fundamental problema endêmico que causa todos os outros problemas, refletindo simultaneamente em suas próprias escolhas de excesso, ambição e possível cura. E se a solução para os problemas do mundo estivesse bem na nossa frente o tempo todo?”
 

 

(*) NÃO CREIO EM ‘COINCIDÊNCIAS’

(**)  O título do documentário é: I  Am – Você Tem o Poder de Mudar o Mundo” : http://player.vimeo.com/video/64685652

Anúncios

Responses

  1. Seus textos são sempre belíssimos, este especialmente porque fala do “ter” que suplanta o “ser”; a minha indignação desde quando me conheço por gente. Hoje em dia parece que as coisas pioraram, acho que em consequência de ver pessoas que poderiam melhorar o mundo mas que só pensam em sí mesmos e naqueles que compartilham dessa ignorância (falo dos políticos que sempre tiveram uma vida humilde e qdo. tem o poder nas mãos se esquecem do próximo); falo tbm de políticos que são avisados por Deus através de doenças graves, mostrando que o “ser” é maior do que o “ter” mas mesmo assim não conseguem enxergar e continuam com o insano projeto do poder pelo poder, simplesmente. Sempre tive a consciência e sempre tentei mostrar (principalmente a meus filhos) de que o “ser” é mais importante do que o “ter” e agora mais ainda, qdo. com 64 anos de idade, me vejo diante de uma provação que é descobrir que meu coração precisa de uma cirurgia. Todas as outras coisas se tornam tão pequenas, mas tão pequenas que parecem nem existirem. O simples acordar a cada dia é mais um dia de luta que venci e me dá esperança para lutar e conseguir melhorar alguma coisa ao meu redor; e pessoas que podem mudar o mundo não fazem absolutamente nada! Mas o mais importante é que minha chama continua acesa e mesmo qdo. o medo e a incerteza tentar apagá-la eu tenho a certeza do caminho a seguir que é a EUCARISTIA.
    Obrigado pela indicação dessa leitura.
    Grande abraço do seu amigo,
    Waldir

  2. Eu assisti o vídeo e foi uma das matérias mais interessantes que já vi, parece tratar-se de uma auto cura na medida que a pessoa foi aprimorando o conhecimento de si mesmo, sabemos muito pouco do poder da mente e muitos dos males que nos afligem são causados por nossa própria mente ou nosso campo magnético. A maior luta do ser humano é contra si mesmo.

  3. O filme I am – Você pode mudar sua vida – se firmou dentro de uma questão que pulsava e ainda pulsa dentro de meu ser e que aprendi em outros livros do tipo Conversando com Deus, Neale Donald Walsh, que diz que somos todos um só e que só existem duas emoções básicas no Universo, o amor e o Medo…cabe a cada um de nós escolhermos e vivermos o mundo de nossos sonhos mais belos!

    • Haylton, boa noite! Muito obrigada por teu comentário enriquecedor. Concordo com teu pensar – e teu sentir – pois é também o meu.

      Deus te abençoe e a todos os teus!
      Fraternalmentem, envio-te meu abraço!
      MIrna C.

  4. Minha querida amiga/irmã Mirna, qualquer coisa que eu queira dizer, diante da grandeza e da profundidade de suas palavras, tornam -se inócuas! O humano – feito à imagem e semelhança de Deus – parece que tem o dom de se deixar levar por uma vaidade exacerbada, talvez porque traz em si a consciência, o poder de discernir, e dai, comete tantas asneiras, avilta-se diante das coisas da vida, torna-se, muitas vezes, o mais ignóbil dos animais.Mas, na verdade, temos o poder de mudar o mundo! A palavra de fé, de amor, a conscientização do ser, são os principais instrumentos! E você é uma grande guerreira nesta luta ! Para você, os meus aplausos, meu abraço sincero e a minha eterna admiração.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: