Publicado por: mirnacavalcanti | 23 de maio de 2013

Zach e… “Clouds”


John Donne escreveu:

 

 “Morte, não sejas orgulhosa, embora alguns te chamem

‘poderosa e terrível, tu não o és;

os que pensas  fazer morrer, não morrem, pobre morte,

nem mesmo tu, podes a mim realmente ‘ matar’.

Apenas breve descanso e sono, podes nos dar, 

mas alegria após ti muito mais deve fluir…

Levas nossos melhores homens contigo,

ficas com seus ossos, mas entregas suas almas .

És  escrava do destino, do acaso,  levas reis e homens desesperados,

e fazes com veneno, guerra e doença na terra habitar;

Ora,  a papoula ou magias podem fazer-nos dormir

– e bem melhor do que teu ataque, por que batalhas tu então?

Afinal, após um curto sono curto, acordaremos eternamente,

mas tu, morte, não serás mais, pois quando despertarmos, morrerás “.

 (1572-1631)

zach...4

Há três dias, assisti a um vídeo sobre um jovem, ainda na adolescência, Zach Sobiech. Ele  soube que ia morrer uns 6 meses antes e fala sobre sua vida … Ouvir o que ele estava dizendo, da forma como ele estava enfrentando a morte e como decidiu viver seus últimos dias, fez-me  perceber não só a importância da  vida, mas como é importante estarmos prontos para deixá-la quando a hora chegar…

Mesmo sendo tão jovem – apenas 17 anos, Zach  revelou-se um sábio com fé e coragem, raramente encontradas em qualquer criatura, de qualquer idade,  em situação similar. Zach era certamente um ser iluminado.                                                                                                                                

 

Também pensei na felicidade de Zach  por  fazer parte de uma família unida, amantíssima e ter tantos amigos maravilhosos.                                                                                                                    

Assim, compartilho sua história com os que lêem meus escritos, pois Zach é um exemplo a ser seguido, a fim de possam todos apreciar a vida como um magnífico presente  de Deus.

Zach morreu quando tinha apenas 18 anos de idade.

Sua canção, “CLOUDS” (Nuvens) tornou-se  um ‘hit’, quando  ainda vivo e, após sua morte, atingiu o 1º lugar no iTunes.

Para que o sentimento de solidariedade humana se fortaleça, indico-lhes  colocar seu nome no ‘GOOGLE’ (ou qualquer outro site de buscas) e poderão saber muito mais sobre ele.  Vale a pena… Ouvirão sua voz a contar sua história…  a cantar “CLOUDS” e muito mais …

Certa estou de que também ‘aprenderão’, como eu  – o quão grande pode ser a alma humana quando se vê frente à Eternidade e crê  na existência de algo maior do que seu próprio entendimento.

 

 

 

 

 

Mirna Cavalcanti de Albuquerque                                                                                                                                                                                                     Rio de Janeiro, no dia 23 de maio de 2013

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: