Publicado por: mirnacavalcanti | 12 de janeiro de 2013

Música: a mais sublime das artes


                                                                                                                         music2

A música é a mais sublime das artes.

‘Linguagem universal’, prescinde de palavras. Tange fundo as

almas sensíveis. Une-as em harmonia celestial: juntas, sob a

divina regência do Maestro dos Maestros, tocam

com esperança e fé, a Sinfonia da Vida.

 

 

Mirna Cavalcanti de Albuquerque Pinto da Cunha                                                                                                                                                                       Rio de Janeiro, 12 de Janeiro de 2012

 

 

NOTA e  CONVITE

 

 

Tenho estudado piano desde que tinha quatro anos de idade. À exceção de alguns poucos lapsos temporais – não por minha vontade – deixei de estudar o instrumento, mas jamais de tocá-lo.

 

Minha primeira professora de piano chamava-se Hercília. Doce pessoa que, pelo simples prazer que sentia, alfabetizou-me e também ensinou-me  matemática. E o fazia gratuitamente! Até hoje lembro-me dela com gratidão e carinho.

 

Quando eu tinha doze anos, prestei  exames especiais e fui aceita como aluna do Instituo de Belas Artes do Rio Grande do Sul.

 

Certamente foi uma época instigante da minha vida: descobertas e desafios que se sucediam e renovavam todos os dias.  Entre outros, eu literalmente  “respirava ARTE“.

 

Outrossim, a convivência com alunos de inteligência e sensibilidade acima do comum (a maioria deles  mais velhos do que eu) e  com os melhores professores do estado (principalmente com MILTON FIGUEIRA DE LEMOS, meu mestre e melhor amigo de toda a vida), fez  com que amadurecesse mais cedo…

 

Uma tarde, na lanchonete do IBA, repleta de alunos a merendar entre uma aula e outra, em meio ao burburinho, um dos alunos, empolgado, olhos brilhantes, trouxe um assunto interessante à balia. Falou alto. Fez-se silêncio. Perguntou: “Qual é a mais sublime das artes” ? …

 

Naquele exato instante, dois “partidos“, foram formados: um, pelos estudantes de música e outro, pelos que cursavam  Artes Plásticas. Instaurou-se de pronto o debate forte,  apaixonado mesmo, entre os estudantes de música e os de pintura, escultura, arquitetura…  Todos buscavam  fundamentar acalorada e vividamente os motivos para apoiar o primado da arte à qual pretendiam dedicar-se ao longo da vida ..

 

 

Queridos amigos,

 

Mesmo sendo amante das artes em geral, do belo em si,  óbvio está que escolhi a música – a sempre divina música sobre a qual pretendo discorrer novamente em outra oportunidade. Apesar de muitos de meus escritos terem a música como ‘personagem, jamais me canso de sobre ela escrever, vez que é parte integrante de meu ser.

 

……………….

 

Caros leitores,

 

Após muitos anos, com saudades dos bancos acadêmicos, mas com a mesma – ou maior chama a arder-me na alma, eu lhes faço a pergunta que ouvi ainda adolescente:

 

“Das artes existentes, qual a arte consideram a mais sublime? Qual a razão – ou razões que os fazem assim pensar? “

 

Os que desejarem responder, por gentileza, entrem em contato comigo através de comentários. Aguardarei ansiosa para respondê-los.

 

 

 

Até breve!

 

Mirna.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: