Publicado por: mirnacavalcanti | 22 de agosto de 2012

Eu e ‘ELA’


 ”Nada na vida deve ser temido, mas compreendido. É hora de compreender para deixar de temer. (Marie Curie)                                                                                                                                        

  I – Introdução

                                                                     

Amigos  leitores,

 

 

“Quem mais sabe, mais duvida” , dizia  Enea Silvio Piccolomini, que se dedicara aos estudos jurídicos antes de assumir o caminho eclesiástico. Posteriormente foi eleito Papa e escolheu o nome de  PIO II.  Possuía vasta e profunda cultura  humanista.  Tanto assim é que, por sua sabedoria, é considerado  um dos maiores Papas da história da Igreja Católica.

Estava certo PIO II quanto à sua assertiva. Ao lê-la,  pensei que “certezas absolutas” inexistem.
Dúvida’, ‘curiosidade’, necessidade, no entanto, têm levado a Humanidade a trilhar o caminho da procura, da busca e, por via de conseqüência, à evolução e descobertas da própria Ciência. A dúvida suscita  indagações em quem é afeito, por sua forma de ser, a pensar sobre assuntos relevantes. Estes podem conduzir a possibilidades... E estas, por sua vez, podem  vir a transformar-se em probabilidades quando não, em certezas.  Certezas essas, que  reitero: ‘não absolutas’ pois, para existirem, exigem a presença do Criador. 

Há anos tenho me dedicado a assuntos que antes totalmente desconhecia. (*) 

Leio, pesquiso, busco com quem entende para informar-me – como quando escrevi diversos artigos sobre a necessidade da liberação, pelo STF, dos estudos sobre as células tronco embrionárias  (**)…

No entanto, seria no mínimo um contra senso, afirmar: “sou entendida, expert” –  a respeito de qualquer assunto sobre os quais redijo os artigos que publico.  Sinto que sou e serei – enquanto aqui, uma constante ‘aluna da vida‘.

Caminho com uma vela acesa nas mãos, a iluminar-me as passadas. Em havendo irregularidades na

estrada, poderei delas desviar-me e, muitas das vezes, auxiliar meus semelhantes a procurar  ajuda

especializada para eles mesmos ou para alguém que conheçam. Relembro ensinamento de Sêneca: “A

recompensa por uma boa ação é tê-la feito”.  E tenho na verdade, sido ‘recompensada’…  O que se leva desta

vida, a não ser o bem que se faz? 

Por outro lado – e complementarmente: o Direito, como instrumento que conduz à JUSTIÇA requer, sim, conhecimento amplo e profundo de tudo o que nos rodeia. Reconheço, com sincera humildade: tampouco àquela Ciência domino. Se o fizesse, seria uma pessoa culta, sábia… Não o sou.  Sei o suficiente para ‘entender que nada sei’.                                                     

Aos poucos, porém, minha ignorância  vai sendo esclarecida até os limites que uma pessoa leiga  e com determinado nível de instrução possa entender. Assim, prossigo aprendendo e apreendendo tudo o que posso, tendo como principal meta: a de ser útil aos meus irmãos nesta jornada.  Por isso escrevo e comunico o que penso possa servir para, pelo menos,  orientar e, quem sabe, amenizar o padecimento de muita gente.

O artigo que hoje posto, já o foi anteriormente no JB-BW (***). Decidi reeditá-lo e republicá-lo, pois assisti a um programa que falava sobre a incidência da ‘ELA’ –  o que era, como reagiam face à mesma, os doentes que dela padeciam, prognósticos, tratamentos, etc.

Não estou aqui pretendendo demonstrar-lhes conhecimento objetivo que não possuo, pois seria descabido. Pretendo ater-me ao foco de guiá-los ao pensamento científico simplificado ao máximo, sobre  uma das muitas doenças que têm acometido nossos semelhantes em todo o orbe.

Passo-lhes uma concisa apresentação de uma das mais graves doenças autoimunes existentes vez que, infelizmente, alguns dos leitores (ou seus parentes, amigos ou conhecidos) possivelmente estejam a padecer da mesma. Todavia, apesar de  patologia grave, ELA é uma doença relativamente rara. São registrados um ou dois casos em cada cem mil pessoas por ano no mundo.

Pessoas famosas como David Niven e Mao-Tsé-Tung foram vítimas da ELA. Há exemplos de pessoas brilhantes como Stephen Hawkins que, diagnosticado quando tinha pouco mais de vinte anos, tem contribuído para engrandecer a história da humanidade.  Jason Becker, guitarrista neo-clássico, já famoso aos 16 anos   também diagnosticado com quase a  mesma idade, segue transmitindo positiva lição de vida.

As patologias do cérebro  têm sido muito estudadas nas últimas décadas, proporcionando esperanças, pois há tratamentos. A cura, certamente, um dia chegará. 

Paralelamente, há neurologistas que são verdadeiros missionários do bem.                                      

De qualquer maneira, a informação que lhes vou passar é preciosa, como serão capazes de aquilatar após sua leitura.

Se estiverem os amigos leitores interessados em esclarecimentos mais aprofundados, poderão acessar o site ao final desta indicado (e mais: sua homepage, sempre atualizada)  ou mesmo os quase incontáveis sites outros existentes sobre esse tópico.

Finalizo, com meu pensamento de que a fé é indispensável, pois  geratriz da força que nos conduz e pode mesmo fazer milagres.

Eu creio em milagres e nos anjos que Deus colocou na Terra: os médicos, para que os produzam, quando de Sua vontade. 

 

Mirna Cavalcanti de Albuquerque                                                                                                                                                                                           Rio de Janeiro, 22 de Agosto de 2012

 

II – O que significa ‘ELA?’ ( Ou ‘doença de Lou Gehrig’, ‘doença de Charcot’)

‘ELA’ é a abreviatura de Esclerose Lateral Amiotrófica, uma doença cujo significado vem contido no próprio nome:

Esclerose significa endurecimento e cicatrização.

Lateral refere-se ao endurecimento da porção lateral da medula espinhal.

E  amiotrófica é a fraqueza que resulta na atrofia do músculo. Ou seja, o volume real do tecido muscular diminui.

Dessa forma, Esclerose Lateral Amiotrófica significa fraqueza muscular secundária por comprometimento dos neurônios motores.

 Qual a característica principal da esclerose lateral amiotrófica?

A degeneração progressiva dos neurônios motores no cérebro (neurônios motores superiores) e na medula espinhal (neurônios motores inferiores), ou seja, estes neurônios perdem sua capacidade de funcionar adequadamente (transmitir os impulsos nervosos).

O que são neurônios motores?

Primeiro, é importante saber que neurônio é uma célula nervosa especializada, diferente das outras células do corpo humano porque apresenta extensões q ue realizam funções especiais. No caso dos neurônios motores, eles são responsáveis pelos movimentos de contração e relaxamento muscular.

 O que essa degeneração provoca?

Quando os neurônios motores não podem mais enviar impulsos para os músculos, começa a ocorrer uma atrofia muscular, seguida de fraqueza muscular crescente. No caso da ELA, compromete o 1º neurônio superior e o 2º neurônio inferior.

Quais são as partes do corpo que a doença não afeta?

O raciocínio intelectual, a visão, a audição, o paladar, o olfato e o tato. Na maioria dos casos, a esclerose lateral amiotrófica não afeta as funções sexual, intestinal e vesical.

Quem tem mais probabilidade de desenvolver ELA?

Segundo pesquisas, a ELA se desenvolve mais em homens do que em mulheres, mais em brancos do que em negros, e geralmente está associada à faixa etária acima de 60 anos.

 Como o paciente com ELA costuma reagir em relação ao seu dia-a-dia?

Geralmente, os pacientes com ELA se cercam de pessoas ligadas à vida, raramente ficam deprimidos, são pessoas especiais e apaixonantes, buscam esclarecimento e novas possibilidades de tratamento para a doença, e principalmente lutam constantemente pela dignidade de vida.

 

 

 

 

(*) http://www.brasilwiki.com.br/noticiasuser.php?id_usuario=1061  (É página pessoal. Contém as matérias que  tenho postado. Há já bem uns 6 meses o JB-BW, no entanto, não está mais aceitando postagens) 

(**) http://www.brasilwiki.com.br/noticia.php?id_noticia=5503http://www.brasilwiki.com.br/noticia.php?id_noticia=5527

http://www.brasilwiki.com.br/noticia.php?id_noticia=5499

http://www.brasilwiki.com.br/noticia.php?id_noticia=5488

http://www.brasilwiki.com.br/noticia.php?id_noticia=5459

 (***) Tudo sobre ELA:  http://www.brasilwiki.com.br/noticia.php?id_noticia=28143

http://www.tudosobreela.com.br/oqueeela/oqueeela.shtml?sessao=oqueeela

Anúncios

Responses

  1. Um dia eu soube de Jason Becker, vítima do ELA, ou ALS, aos 20 anos e fiquei profundamente chocado. Desde então tenho acompanhado sua trajetória. Este é um site brasileiro que o homenageia – http://bit.ly/NFKeHs
    Como resultado da incrível história de Becker, também tive a idéia de fazer o blog Violões e Guitarras, que me dá grande prazer…

    • Boa tarde, LUIZ!

      Agradeço-te o comentário e a indicação do site. É compartilhando nosso conhecimento que podemos todos ajudar-nos mutuamente. Mais tarde acessarei o site.

      Sê sempre bem vindo!
      Fraternalmente,

      Mirna C.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: