Publicado por: mirnacavalcanti | 3 de agosto de 2012

Brado de Indignação


Amigos leitores,

esta matéria foi primeiramente publicada em 2010, com 2632 acessos e 29 comentários que podem ser lidos na página ao final indicada (*).

Esta ‘indignação’ tem-me movido durante toda a vida, vez que estou sempre contra atos de pessoas – públicas ou não –  que firam – ou possam vir a ferir direitos.

Leiam-na e verifiquem sua atualidade – vez que intrinsecamente o ser humano não muda.

Agora que estamos aguardando o resultado do julgamento dos corruptos do MENSALÃO , elevemos alto nossas vozes, para que os ministros de nossa Corte Maior ouçam-nas. A nação brasileira pede JUSTIÇA.

Mirna Cavalcanti de Albuquerque                                                                                                                                                          Rio de Janeiro, 02 de Agosto de 2012

" Meus olhos tudo veem... captam a realidade que me circunda e enche-me a alma de tristeza... Quando outros mais irão acordar, agir em prol da nação, do país, de um futuro são? "

” Meus olhos tudo veem… captam a realidade que me circunda e enche-me a alma de tristeza… Quando outros mais irão acordar, agir em prol da nação, do país, de um futuro são? “

Estou farta de tudo e de todos os que estão a agir em proveito próprio e em detrimento do povo brasileiro. 

Fartei-me da impunidade.
Fartei-me de uma sociedade inerme.
Fartei-me de ouvir: “nada podemos fazer”
Fartei-me de ver irresponsáveis representantes do povo receber salários incompatíveis com a realidade brasileira.
Fartei-me de vê-los legislar em causa própria.
Fartei-me de políticos sem dignidade, sem decoro, sem vergonha, sem bom caráter: mentirosos da Nação!

Fartei-me de pagar impostos cujos valores são desviados para pagar a boa vida de prefeitos, vereadores, deputados, senadores: os representantes de nós todos. Desavergonhadamente vivem às nossas expensas sem a devida contrapartida: o trabalho que deveriam desempenhar com patriotismo no coração.

Fartei-me, sim! Fartei-me de corruptos e corruptores em todos os níveis da Nação: sejam membros dos Três Poderes, sejam meros cidadãos.

Fartei-me de prisão especial para os que têm curso universitário: se o tem, deveriam mais entender e agir com decência. Nada de tratamento especial: bandido, ladrão, tem que ir para a prisão junto com os demais “colegas de profissão”.  Bandido é bandido: com estudo ou não. Basta de desigualdade social. 

Fartei-me ainda mais de ouvir deslavadas mentiras, de ver criminosos do “colarinho branco” serem tratados com deferências inaceitáveis e saírem da cadeia (especial) para reassumir a posição de deputados. Teria, por absurdo, algo a dizer, o ex-governador Arruda?

Se não pode continuar a governar o DF, como pode voltar a ser deputado? É chorar mais um pouco, da tribuna do Senado. Deu certo uma vez, acostumou: “chorar é preciso”... (perdoa-me, Pessoa) “ser honesto, não é preciso”…

Fartei-me de planos e mais planos. Assistencialismo sem real expressão. Seu fito é a compra de votos para as eleições. Demagogia concreta e barata…

Fartei-me ver obras serem inauguradas sem nem mesmo estarem terminadas, nesse vale-tudo dos desavergonhados. 

Fartei-me de ver descumprida nossa Constituição sempre que for de interesse daqueles, políticos ou não, invocar seus sagrados princípios na defesa infrutífera de indefensáveis atos de escancarada corrupção.

Fartei-me de ver a “igualdade desigualada” ser o fundamento para instituição de tantas e desnecessárias secretarias e ministérios para dar emprego aos seguidores do chefão… 37? 38? Quantos agora são? E qual o valor de seus legais, mas imorais, salários? Qual? Quanto custa, afinal, para os cofres do Estado? Cabe a NÓS pagar os escorchantes salários aos que pouco ou nada fazem para os que lhes elegeram na boa-fé, acreditando em suas mentirosas promessas.

O sistema suga uma grande parte dos já minguados salários dos que realmente trabalham: os crédulos, os bons e, quando precisam: onde as escolas? Onde os hospitais? Onde? Onde??? Morrem muitos,  ignorantes. Suas tristes vidas são ceifadas prematuramente em filas de hospitais nos quais muitas vezes sequer há remédios, nem o devido atendimento. Negam-lhes socorro (“A saúde é dever do Estado e garantia do cidadão“, determina a Constituição)! É-lhes negada não só a dignidade, como o próprio direito à vida.

Fartei-me sobremaneira de constatar que os aposentados e pensionistas deste nosso amado Brasil têm sido reiteradamente ludibriados por presidentes, pela legislação, por senadores e deputados quanto aos valores de suas aposentadorias.

Fartei-me há anos e tenho muitas teses escrito em sua defesa. Já ao receber o primeiro benefício, este vem calculado de forma que o valor inicial do mesmo é bem menor – e isto tem ocorrido, bem antes do malsinado Fator Previdenciário, que só o fez ficar ainda menor.

Fartei-me, a este respeito, quando FFHHCC e seu então ministro Stephanes mentiram, frente a tudo e frente a todos que (sic) “beneficiaria o segurado”…
Fartei-me por demais, quando Lula, dos palanques de campanha, afirmou reiteradas vezes que com ele acabaria e depois “esqueceu-se” (como de costume). “Não há dinheiro para isso”... MAS HÁ DINHEIRO PARA GASTOS OUTROS. E DESNECESSÁRIOS! 

Fartei-me de leis injustas, elaboradas por incapazes “fazedores de leis”.

Fartei-me de decisões de alguns juízes, que usam dois pesos e duas medidas, dependendo dos acusados: se têm dinheiro ou não.

Fartei-me de desculpas inaceitáveis, quando ocorrem chuvas, mesmo que fortes e há deslizamentos e muitas mortes, pois as autoridades (in)competentes deixaram construir em encostas e sobre lixões.

Farto-me, sim farto-me quando vejo ser descumprida nossa Constituição sempre que for no interesse daqueles, políticos ou não, invocar os princípios na defesa de seus indefensáveis atos: de escancarada corrupção.

Fartei-me de ver crianças pequenas abandonadas nas ruas por pais (que não são pais) e pelo Estado: com fome, prostituindo-se algumas, viciadas a maioria, transformadas em párias mesmo da sociedade, vez que as garantias constitucionais, para elas, não passam de meras palavras que os maus políticos fazem questão de desrespeitar: querem é subir e aproveitar (ou gozar, como disse certa vez uma inexpressiva ministra-psicóloga-sexóloga que sonhava com a presidência e deu-se mal dentro do próprio partidão. Tomou-lhe o lugar a ministra-chefa da Presidência. Aquela foi péssima prefeita, esta, presidente do Conselho de Administração da Petrobrás.

Sinceramente: entre as duas, não sei qual seria a pior para a posição. As duas são péssimas, carecem do perfil, sob qualquer ângulo que se lhes examine, para poder vir a ser presidente do Brasil.

BASTA! Que ecoe alto e forte este meu brado de indignação!

Ouçam-no todos os brasileiros, formemos afinado coro, cantemos um refrão: 
BASTA! Temos garantidos em altura constitucional nossos Direitos Fundamentais. 

Acima e além: Direitos Naturais, concedidos por Deus, e a estes, há que respeitá-los todos:

políticos, juízes, cidadãos: TODOS, SEM EXCEÇÃO

Farta estou, sim, mais do que farta: da maldade, da ignorância, da falta de seriedade, da indignidade, da irresponsabilidade, da falta de ética, da imoralidade, de tantas “qualidades” de quantos assim são, nesta podre sociedade. Não importa se pertencentes ao governo ou não: “o exemplo vem de cima”... e como o “que vem de cima” é inqualificável, inclassificável, considerando-se a moral (ética), grande parte “dos que estão em baixo” acham-se no direito de imitar tal procedimento e, em qualquer posição que ocupem, tendo mau caráter, fazem de tudo para “tirar vantagem” em toda e qualquer ação, sempre em detrimento dos demais. Tudo isso vemos, vivenciamos… 

É isso que deixaremos como legado, se não unirmos nossas forças e atuarmos como cidadãos indignados.

Mirna Cavalcanti de Albuquerque
OAB/RJ 004762

(*)http://www.brasilwiki.com.br/noticia.php?id_noticia=22956

Anúncios

Responses

  1. Para mim eles vão morre dizendo que são inocentes e tudo irá acabar em uma gigantesca Pizza paga por Lula.

    • JOÃO CARLOS, boa tarde!

      O que eles disserem – aliás – já estão dizendo – poderia fazer o povo pensar serem mesmo inocentes. Sabem faltar com a verdade como ninguém:é seu hábito. Iludem, mentem, tentam desviar o foco da situação… Mas a verdade sempre aparece…E, já ter chegado ao STF e terem sido denunciados – não foi por ‘inocência’, mas por ‘indecência’
      Espero firmemente que não ‘acabe em pizza‘ – pois, se tal ocorresse, seria uma ‘pizza indigesta’. Felizmente há ministros sérios naquele tribunal.

      E mais: nossas vozes, em forma de clamor popular – não se devem calar até que os ‘mensaleiros’ estejam todos na cadeia – E DEVOLVAM AOS COFRES PÚBLICOS O QUE DELES FOI TIRADO.

      Assim, amigo JOÃO, vamos fazendo nosso trabalho de ‘formiguinhas’ … escrevendo, falando, expondo nossas idéias, falando de nossos ideais. Para o país mudar, precisa da vontade de todo o povo – a nação brasileira.

      Abraço fraterno,
      Mirna.
      PS – Bom fim de semana p/ ti! 🙂

  2. Não poderia deixar em branco,eu petista de carteirinha,que foi furtada logo ao me filiar,devo retribuir todos os beneficios que me foi concedido-1°–receita federal me espoliou graças ao Dom Lula—fui furtado em meu benefico da previdência,graças ao Dom Lula–fiquei doente e tentei me internar no Sirio Libanês–fui barrado,graças ao Dom Lula,então ficamos assim,nesse exato momento estou me desfiliando do(PT),desejo sorte na empreitada do Dr Gurgel,mais quero deixar um pedido de (SOS) em nome dos justos—cuidado..o caso Celso Daniel e,Toninho do (PT) continua insoluvel–em águas que tem piranha,jacaré nada de costas—mensalão não existe,o que existe é—o diarião–inves de mensal,as cotas são diarias–pizza-4 queijos ou muçarela–você decide—abraços Mirna,nossa guerreira de sempre

    • Querido amigo ROBERTO, boa noite!
      Estás bem?

      É com alegria que leio teus comentários. Escreves sobre assuntos sérios de forma que me faz rir. Tens verve, vivacidade – e, acima de tudo, dizes a verdade. Não sabia que tinhas sido ‘petista’ – pareces tão liberto de tudo o que tenta nos aprisionar – ou ‘orientar’(como ‘vaquinhas de presépio), que não te imaginava filiado a partido algum… bem, com tantas qualidades, tens o direito de ter um ‘defeitinho’.

      Também desconhecia teres passado por todos esses ‘perrengues’ (como se diz na minha terra)…Ainda bem que no quesito ‘saúde‘ sobreviveste – apesar não terem permitido tua internação no Sírio Libanês.

      Faço um parêntese aqui: caramba! Não sabias que aquele hospital só ‘hospeda’ ‘graúdos’, amigo? Nós somos ‘arraia miúda‘. Não tenho noticia de povão ser tratado lá (se estou errada, me corrijas, pf) Só sei as tristes notícias que ouço e leio sobre os doentes deste nosso país – morrendo em filas de hospitais, erros médicos (repara, Roberto -esses ‘erros’ quase sempre ocorrem com os pobres – com o rico – quase nunca…

      Quanto ao MENSALÃO – que, por ordens superiores não deve ser mais assim chamado. Não sei se há pena para quem o fizer – vez que todos os réus são inocentes. Fazem parte da turma dos que ‘não viram,não ouviram e não falaram’ … São patriotas cujo único objetivo era o bem do Brasil..

      Esses advogados que defendem os ‘mensaleiros’ – recebem honorários surreais e estão dando o seu melhor para provar o impossível: “o mensalão jamais existiu”…

      Afinal, sinto-me em um circo, Roberto. Tenho porém uma grande dúvida: estamos sentados na platéia ou pulando no picadeiro?

      Bem, deixo-te com essa pergunta que demanda profunda reflexão para ser respondida. Não percas o sono!

      Fraternal abraço,
      Mirna.

  3. Bom dia doutora Mirna–olha “nois” aqui de novo,espero encontrá-la gozando de boa saúde e paz,devo me retratar pelo desabafo feito de maneira ingênua–petista??eu? jamais,nunca fui,nunca serei e, devo morrer com essa certeza— quanto ao Sirio Libanês eu já sabia de antemão sobre os “graudos” caso passe um pobre na calçada das dependências “Siriatica”e,por ventura dê um espirro,logo em seguida os seguranças removem o pobrezinho pro outro lado da calçada–entendeu doutora?? bem tenha um ótimo dia,uma excelente tarde,e uma boa noite–saúde paz e boa sorte,pra tí e toda sua familia”


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: