Publicado por: mirnacavalcanti | 3 de agosto de 2012

Advogado


                                                                                                                       

Há que defender as leis justas e batalhar contra as que não o são em busca da JUSTIÇA.

Há que defender as leis justas e batalhar contra as que não o são em busca da JUSTIÇA.

Colegas!
Muito podemos. Depende de cada um de nós, advogados ou qualquer que seja a nossa profissão, exercê-la acreditando sempre em nossas capacidade e força moral. Jamais aquiescer com mentiras, atos desonestos, injustiças. Nada devemos temer, a não ser nossa consciência. Cada vez mais crescem as carências de nosso povo, em todos os sentidos. Há que acordar as mentes adormecidas, entorpecidas ou lá o que seja, para a atenção urgente que o Estado deve dar não só à EDUCAÇÂO, como a todas as demais garantias expressas na Constituição Federal como Direitos dos Cidadãos.
BASTA DE PERMANECER QUEDOS.

Alevanta-te Brasil, afasta teus filhos da ignorância!

QUEM CALA, CONSENTE; QUEM NÃO SE PRONUNCIA, QUEM SE ENCOLHE, QUEM DIZ: “NADA POSSO FAZER, AS COISAS SÃO ASSIM”,  NÃO SÓ ESTÁ DE ACORDO COMO COMPACTUA COM TUDO O QUE DE ERRADO TEM OCORRIDO.

O advogado não deve agir como  um diplomata, (que demanda o uso do ‘beau geste’ ou – por vezes,  de sofismas, ou até mesmo de paralogias)… tampouco deve o advogado agir como  o mau político (há muitos).  Sua profissão é liberal. Suas ideias e ações devem ser  sempre constantes e incansáveis na  busca da JUSTIÇA; seja na defesa de direitos, seja   em prol dos oprimidos, dos que têm sido vilipendiados, abusados, desrespeitados não só como cidadãos, mas principalmente como criaturas.

Portanto, amigos, colegas! Atuemos com firmeza,  não baixemos a cerviz, pois cabe ao advogado cumprir o juramento feito quando recebeu seu grau de bacharel: sua consciência deve ser o seu Norte; as leis justas, seu supedâneo e buscar a Justiça, sua obrigação.                                                                                                                                                                                                                                       A nossa é uma das mais nobres profissões existentes.   “A advocacia não é profissão de covardes“, pontua SOBRAL PINTO…  Por outro lado, “Administrar é aplicar a lei de ofício“,  ensina  o saudoso mestre e amigo MIGUEL SEABRA FAGUNDES  e ainda: “Sem Democracia e Liberdade, não há Estado de Direito“, afirma FRANCISO CAVALCANTI PONTES DE MIRANDA, para mencionar apenas três dos luminares do Direito pátrio. 

Acima e além, cabe-nos, antes de tudo, defender  mais do que o Direito, a própria JUSTIÇA. Onde esta estiver ausente, usemos nossas armas:  as palavras, as leis justas e pugnemos em sua defesa.

ALEVANTA-TE, BRASIL, AFASTA OS TEUS FILHOS DA IGNORÂNCIA!

Mirna Cavalcanti de Albuquerque Pinto da Cunha 

(Artigo reeditado em 21 de Julho de 2014)        


Responses

  1. Amigo de infância,ADVOGADO,me ROUBOU utilizando imobiliária e procuração:OAB julgou IMPROCEDENTE na turma da ÉTICA,mesmo com todos os argumentos e FALTA DE PROVAS DO ACUSADO EM PROVAR QUALQUER REPASSE de dinheiro que recebeu em meu nome.
    No processo perante justiça comum,procurador alegou que o CRIME não foi APROPRIAÇÃO INDÉBITA,(como entrei),recusou caso e sugeriu entrar como PATROCÍNIO INFIEL(sic)quando poderia ELE MESMO ALTERAR O NÚMERO e dar seguimento à ação,com isto PERDI TRÊS ANOIS!!!,CRECI(iMóveis) até HOJE não julgou e já se passaram QUATRO ANOS.
    Não tenho NENHUMA PRESTAÇÃO DE CONTAS de MEU ADVOGADO,não existe RECIBOS de que me pagou,tenho TESTEMUNHAS C/ RECIBOS que pagaram a ele..
    Desculpe, ADVOGADOS EM SUA MAIORIA, VA-GA-BUN-DOS que utilizarem da IMPUNIDADE perante seus pares e METEM A MÃO EM CLIENTES.
    abraços

    • ROBERTO, boa tarde!

      Fico feliz que colocaste a ‘salvaguarda’ quando escreveste: ‘em sua maioria’. Lamento o fato de ter sido um ‘amigo’ teu que assim te tratou. Nem era ‘amigo’ – e, como advogado, envergonha a classe – já tão desprestigiada por – justamente – profissionais como ele.

      Tua narrativa não me espantou – vez que há advogados que são realmente desonestos (como há também desonestos em toda e qualquer profissão).

      Não estou aqui a dar-te conselhos – por não me caber fazê-lo e também por não ter-me sido pedido e mais: não conheço os detalhes nem vi os documentos. Todavia, um caso como o teu parece ser – o tal advogado violou o código de ética – tendo ou não seus colegas do Conselho de Ética reconhecido. Assim, tendo sido tu o prejudicado, ROBERTO, segue em frente – com outro advogado e, se possível, processa o que te prejudicou. Certamente estás indignado – e com razão. Não tens que pedir-me ‘desculpas’ – pois eu jamais agi contra a ÉTICA e, por ter alguns ‘colegas’ que o fazem (muitos?…) não sou semelhante a eles. São pessoas nocivas, que denigrem a imagem de uma profissão realmente digna.

      Peço-te ‘desculpas’ eu – por esse mau ‘colega’.

      SEGUE em frente, ROBERTO! Que Deus te ilumine para que consigas ver a Justiça ocorrer.

      Desejando-te uma semana plena em saúde, felicidade e paz,

      Mirna.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: