Publicado por: mirnacavalcanti | 4 de junho de 2012

“A morte não é nada” (para os que perderam seres amados)


                        ‘Sigo o Caminho  da Luz,  sob a proteção do Altíssimo Pai.  Ouço a ‘Música das Esferas’.
Creio na jornada eterna da alma. As boas, ascendem a Esferas Superiores. As más, as transgressoras dos Sagrados Ensinamentos e dos Princípios e Valores que devem nortear a vida dos seres de bem e do bem, terão que aprimorar-se através do sofrimento de seu existir- enquanto na Terra , até que evoluam e, purificadas, lhes seja permitido partir  para ’outras moradas’.  

mirna cavalcanti de albuquerque

Ante Scriptum

Boa noite, amigos!

Ontem enviei a mensagem abaixo, pois falecera o pai de uma pessoa que conheço apenas  virtual e indiretamente. Todavia, em gesto de fraterna solidariedade – e imaginando a tristeza que sente em sua alma, pensei que este meu gesto poderia servir-lhe de consolo.

Transcrevo-a exatamente como se encontra na página  infra indicada que pertence, por sinal, ao primeiro site para o qual escrevi (*).  O número de acessos – desde 2008,  não só é  significativo, como  excede, em muito, o normal .  Tal fato revela serem muitos de nós a sofrermos pela partida de pessoas que amamos.

Indico-lhes, inclusive, a leitura dos comentários lá postados; confirmam a importância do seu conteúdo.

São palavras de Santo Agostinho, um dos maiores doutores da Igreja – senão o maior entre tantos.

Certamente é impossível não sentir a dor da perda. Todavia, sua leitura poderá amenizá-la,  já que a morte, para quem tem fé, é o umbral que todos atravessamos quando deixamos esta Dimensão.

Fraternalmente,

Mirna Cavalcanti de Albuquerque Pinto da cunha..

http://www.brasilwiki.com.br/noticia.php?id_noticia=4244

CULTURA

14804  acessos – 40 comentários

Publicado em 25/02/2008 pelo(a) Wiki Repórter mirna_cavalcanti_de_albuquerque, Rio de Janeiro – RJ

Ler este texto de Santo Agostinho certamente trará consolo para todos os que perderam seus entes queridos e acreditam na existência da alma e em uma vida após esta.

 

 

Eu somente passei
para o outro lado do Caminho.
Eu sou eu, vocês são vocês.
O que eu era para vocês,
eu continuarei sendo.

Me dêem o nome
que vocês sempre me deram,
falem comigo
como vocês sempre fizeram.

Vocês continuam vivendo
no mundo das criaturas,
eu estou vivendo
no mundo do Criador.

Não utilizem um tom solene ou triste, continuem a rir
daquilo que nos fazia rir juntos.

Rezem, sorriam, pensem em mim.
Rezem por mim.
Que meu nome seja pronunciado como sempre foi, sem ênfase de nenhum tipo.
Sem nenhum traço de sombra ou tristeza.

A vida significa tudo
o que ela sempre significou,
o fio não foi cortado.
Porque eu estaria fora
de seus pensamentos,
agora que estou apenas fora de suas vistas?

Eu não estou longe,
apenas estou
do outro lado do Caminho…

Você que aí ficou, siga em frente,
a vida continua,
linda e bela
como sempre foi.

Santo Agostinho


Responses

  1. Querida Mirna…
    Agradeço muito esta mensagem, levarei à duas amigas meio primas, hj, na missa de 7° dia da mãezinha delas, minha amiga meio tia, que era muito 10.
    Deus nos abençõe a todas.
    Forte abraço, longa vida!

    • Boa Noite, Alexandra.

      Meus pêsames pelo falecimento de tua tia.

      Escrever como o faço, reforça a certeza de que, muitas vezes, estou a ajudar, de uma ou outra forma, meus semelhantes. Hoje, sem explicação alguma – aparente- resolvi republicar neste blog…

      Tu o leste. E como tu, quem sabe muitos mais e isso me dá a sensação de ser útil.

      Um grande abraço, amiga…

      “Visita-me” e escreve quando quiseres…

      Um grande e fraternal abraço,

      Mirna.

  2. Belas palavras .
    Se são de Santo Agostinho ,não sei ,mas certamente não é dele as palavras equívocas do alto desta página :”Creio na jornada eterna da alma ..”
    A jornada eterna da alma foi conquistada pelo Sangue do Redentor único ,Jesus Cristo .
    Não precisam voltar para evoluir …
    Fraternalmente
    Nelmo Silveira Menezes

    • Boa noite, sr. NELMO.

      Respeito o que escreveu, mas revela que o senhor se equivocou. Em momento algum está consignado que foi Santo Agostinho quem escreveu a frase que o senhor mencionou. FUI EU. pois ‘crer na jornada eterna da alma…” é crença minha, pessoal, à qual tenho direito, assim como o senhor, de escrever o que pensa.
      Posto seu comentário em respeito a esse mesmo direito – que também é seu.

      Portanto, peço-lhe a gentileza de ler com atenção o trecho que, segundo os entendidos, pertence a Santo Agostinho.

      Senhor NELMO,
      ‘Religião’ e ‘fé’ deveriam sempre andar juntas, mas, muitas vezes, não estão. JAMAIS discuto nem uma, nem outra. TODOS temos o direito de escolher aquela que mais nos fala à alma.

      Fique em paz!
      Que JESUS lhe ilumine o Caminho.

      Fraternalmente,
      Mirna Cavalcanti


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: