Publicado por: mirnacavalcanti | 6 de outubro de 2011

Vida, espaço, limites e transcendentalidade


                 

"Sentir... Pensar... Escrever... sobre o que poucos irão entender... É o destino de meu Ser..."

"Sentir... Pensar... Escrever... sobre o que poucos irão entender... É o destino de meu Ser..."

Sopro que passa, fugaz realidade

frente à Eternidade.

Tangível, inconsistente espaço

-que impõe limites a tudo o que faço.

 

Esta é a verdade.

Rio de Janeiro, 06 de Outubro de 2011.

Anúncios

Responses

  1. Boa noite, amigos!

    Divido com vcs., neste fim de tarde, esta minha poesia.

    Se quiserem dar-me o prazer de lê-la e comentá-le, muito gostaria.

    Uma iluminada noite para todos!

    Mirna C.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: