Publicado por: mirnacavalcanti | 15 de agosto de 2010

Procurador-geral da República afirma que PT tenta intimidar instituição


 

Roberto Gurgel, Procurador-geral  da República em defesa dos atos legítimos

Roberto Gurgel, Procurador-geral da República em defesa dos atos legítimos

 

 

I – INTRODUÇÃO                                                                                                        Mirna Cavalcanti de Albuquerque                                                                            

É do conhecimento de todos os brasileiros que Lula tem não só usado, como e principalmente abusado da máquina administrativa para a campanha da senhorinha Dilma para sua substituta no Planalto.

Tem sido multado, debocha das multas (quem, ao final as paga, somos nós, os cidadãos).  

Ressalte-se que não se trata APENAS de ser MULTADO, mas o que é mais vergonhoso ainda: é ver o presidente – que deveria ser exemplo em tudo – principalmente de cidadania, de respeito à legislação existente, delas pouco fazer, ou melhor: acintosa e frontalmente desrespeitá-la.

“O exemplo vem de cima”, reza o brocardo.  Lula não o conhece – se conhece, mais uma vez sempre faz que esquece… e  “toca à frente  e faz o que lhe apetece “.

Age como um ditador: autoritário, prepotente, senhor da verdade, de tudo e de todos. A ’mosca azul, de fato, mordeu-lhe… 

Que exemplo é esse, vindo de quem deveria dá-lo mas, ao contrário, mostra ao pobre povão que a lei existe para ser desrespeitada? E com agravante de fazê-lo ainda em benefício próprio – de sua candidata – o que dá o mesmo

Não conhece Lula medidas nem limites. Faz-se de tolo quando lhe convem.                                                                                                                                    Mente nas situações mais sérias, como no caso de SAKINEH(**) dizendo ter oferecido asilo para que a mesma fosse livrada do triste e desumano destino ao qual as fanáticas leis de seu amigo a condenaram.                                                                                                                         FOI posteriormente DESMENTIDO publicamente pelo governo do Irã .  Amorim, deu a mais esfarrapada das desculpas – não aceita por quem quer que seja…

Sinceramente, é triste ver um país que teve representantes do corpo diplomático no exterior que realmente se faziam respeitar pela inteligência pessoal e comportamento adequados, assistir um Amorim agir de forma nada apropriada para um chanceler. É este o governo petista.

 Quando Sandra Cureau , Procuradora Geral Eleitoral estudava ação que podia tirar Dilma do pleito(**), até mesmo ameaçada foi.

Tanto assim é que o Procurador Geral da República postou-se em sua defesa. É este artigo que abaixo posto.

Mirna Cavalcanti de Albuquerque

(*) “FARCs, Lula, Ingrid Betancourt e SAKINEH: qual a ligação?” https://mirnacavalcanti.wordpress.com/2010/07/31/acessosfarcslula-ingrid-betancourt-e-sakineh-qual-a-ligacao/

(**) http://www.brasilwiki.com.br/noticia.php?id_noticia=28710

 

 II – CORPO DO ARTIGO

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, saiu em defesa da procuradora Sandra Cureau, sua vice para as questões eleitorais, ao dizer que um partido político não deve, “de forma equivocada“, intimidar a atuação “legítima” do Ministério Público.

O presidente do PT, José Eduardo Dutra, chegou a dizer que estudava entrar com uma representação no CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público) contra Cureau, por críticas que ela fez à postura do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na campanha.

Nesta segunda-feira, porém, ele afirmou que não há definição se haverá ou não essa representação.

Após a ameaça, Gurgel afirmou, por meio de sua assessoria de imprensa, que “o Ministério Público tem exercido corretamente suas funções eleitorais, atuando adequadamente para o fiel cumprimento da lei eleitoral” e avaliou como lamentável a atitude do PT.

“É lamentável que qualquer partido político, que deveria estar preocupado em cumprir a lei, tente de forma equivocada intimidar a atuação legitima da Instituição”.

Na semana passada, Cureau abriu processo administrativo para investigar o uso da máquina administrativa pelo presidente Lula em favor da candidata petista Dilma Rousseff.

No lançamento do trem-bala, evento público ocorrido no CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil), Lula atribuiu à Dilma os méritos do projeto.

No dia seguinte, Lula se desculpou, mas voltou a elogiar a candidata de seu partido “Eu fiquei quase que na obrigação moral de dizer que quem tinha começado a trabalhar a questão do trem-bala, a começar o projeto, a discutir, tinha sido a companheira Dilma. Possivelmente não devesse ser eu a ter falado, tinha outros companheiros“, disse.

Dois dias depois do evento, Cureau afirmou que a atitude do presidente configurava abuso de poder político e econômico, o que poderia até gerar a cassação do registro da candidata petista.

Ela fez a ressalva de que avaliava o caso com base em reportagens publicadas em jornais, mas requisitou os vídeos do evento, peças fundamentais para abertura de uma ação de investigação contra Lula e Dilma.

 

http://www.quidnovi.com.br/novo/noticia/detalhe.asp?c=2803&t=P

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: